JA Wall - шаблон joomla Форекс

A partir de quatro máximas consagradas pelo senso comum em relação à psicanálise, o artigo aborda a relação entre psicanálise educação.

O artigo apresenta discussões acerca da relação entre psicanálise e educação, analisando conceitos psicanalíticos fundamentais como operadores de leitura na realização de pesquisas.

O objetivo deste trabalho é investigar os processos pelo quais as crianças se apropriam e transformam a cidade, podendo construir assim um sentimento de identificação e apreciação em relação ao lugar em que vivem. É por meio dessas transformações sentimentais e na ação dos sujeitos que a cidadania pode se estruturar, fundamentada na participação das crianças em uma coletividade.

O texto “Adolescentes na América Latina”, escrito por Carlos Welti, faz parte do livro intitulado “O Mundo do Jovem: Adolescência em Oito Regiões do Globo”. O livro é resultado de um trabalho realizado pelo Grupo de Estudo sobre a Adolescência no Séc. XXI2, e contou com a participação de pesquisadores internacionais, buscando estabelecer os possíveis cenários de vida dos adolescentes.

Estamos deslanchando o processo de discussão do Estatuto da REDEJUBRA neste momento. Uma minuta de estatuto, versão preliminar a ser modificada pelas contribuições e discussões locais e regionais, foi enviada para os coordenadores regionais indicados na Assembleia do VI JUBRA. 

Neste artigo, buscamos analisar os sentidos de oportunidade que jovens pobres cariocas atribuem à escola e compreender se, para estes jovens, a escola e a escolarização possuem um valor no agora e/ ou no depois imaginado.

Crianças e jovens não gozam, e talvez nunca tenham gozado (Corazza, 2000), de um lugar especial em que sejam preservadas das agruras da vida social e das intempéries da vida política.

O aumento e a maior propensão das mulheres às cirurgias estéticas são tributários dos efeitos da incorporação da dominação simbólica.

O artigo é fruto de uma pesquisa realizada na interface da Psicanálise com a Educação. Partindo da constatação de que as condições sociais que sustentam o laço educativo têm sofrido grandes transformações nas últimas décadas, a pesquisa tem como objetivo contribuir para o enfrentamento das dificuldades vividas por educadores e alunos no que diz respeito à instituição escolar e às relações que nela se instauram.

Tendo em vista as transformações nas macroestruturas e seus impactos sobre a forma como os indivíduos – jovens ou não – relacionam-se com o trabalho e o futuro (especialmente o profissional) nas sociedades capitalistas, este artigo analisa a maneira como os jovens universitários de estratos médios do Rio de Janeiro atuam e se posicionam diante da demanda de se tornarem produtivos, bem como o lugar e as condições de construção de um projeto profissional no contemporâneo. Utilizou-se o paradigma metodológico de pesquisa-ação, cuja abordagem empírica constituiu-se de uma intervenção junto a jovens estudantes de duas universidades, no âmbito de uma disciplina especificamente criada para se discutir o projeto de vida profissional.