JA Wall - шаблон joomla Форекс

O presente artigo é fruto de uma pesquisa sobre a adolescência e a educação no contexto social contemporâneo, que vem sendo realizada na Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro.

Este artigo busca refletir sobre o movimento das ocupações das escolas ressaltando a inovação que essa experiência traz para se repensar a escolarização de jovens, sobretudo nos laços que podem ser estabelecidos entre os jovens e a escola.

Este trabalho discute o processo de subjetivação dos jovens e as novas formas de produção de conhecimento. Analisa a criação e o desenvolvimento de uma oficina com alunos em uma escola pública da cidade de Niterói-Rio de Janeiro. A imagem (fotografia, fanzine, fotolog, etc.) é utilizada na oficina como estratégia de comunicação para criar um espaço de reflexão e construção de sentido com os estudantes.

O artigo é fruto de uma pesquisa em andamento realizada na interface da psicanálise com a educação. A pesquisa tem como objetivo contribuir para o enfrentamento das dificuldades vividas por educadores e alunos no que diz respeito à instituição escolar através de uma investigação sobre o “mal-estar na escolarização de crianças e adolescentes”.

O artigo é fruto de uma pesquisa realizada na interface entre a psicanálise e a educação cuja proposta é investigar e intervir sobre a relação do adolescente com a escola hoje.

O presente artigo trata a relação entre a adolescência e a educação no contexto social contemporâneo.

O artigo é fruto de uma pesquisa realizada na interface da Psicanálise com a Educação. Partindo da constatação de que as condições sociais que sustentam o laço educativo têm sofrido grandes transformações nas últimas décadas, a pesquisa tem como objetivo contribuir para o enfrentamento das dificuldades vividas por educadores e alunos no que diz respeito à instituição escolar e às relações que nela se instauram.

A partir de quatro máximas consagradas pelo senso comum em relação à psicanálise, o artigo aborda a relação entre psicanálise educação. Levando em conta a concepção freudiana relativa à “educação impossível”, a idéia de inacabamento tanto em relação ao sujeito quanto à educação serve como guia para as autoras no sentido de dissolver a ilusão de que existiria um modelo ideal de ser humano mais maduro e acabado, e uma técnica mais perfeita para atingi-lo através da educação.

Adolescência e errância apresenta um panorama da condição da adolescência no séc. XXI. Mais do que em qualquer outra época, o jovem de hoje participa das mudanças aceleradas pelas quais vem passando a sociedade.